7 salvas da ira de Deus

By Estudos do Fim

Entendendo o cumprimento das 7 trombetas e das 7 salvas da ira de Deus

A palavra de Deus é completa e interligada. Por exemplo, quando é dito na profecia das 70 semanas determinadas sobre Jerusalém e os judeus, que na última semana (da profecia), ele (príncipe que há de vir) fará um concerto com muitos por uma semana; conforme diz:

O verso está a dizer que a septuagésima e última semana da profecia se inicia por meio de um Concerto c/ muitos.

No Concerto se inicia a última semana de anos da profecia = sete anos.

Esta semana profética além de ter seu início num evento (o concerto), também tem sua metade noutro evento: na quebra do concerto, cessando o sacrifício e a oferta de manjares (no templo).

Ora, a 70ª semana da profecia é toda demarcada; pois tem seu início (no pacto); tem sua metade (no cessar do sacrifício para estabelecer a abominação desoladora); e não terá o seu FIM?

- Certamente ela tem o seu fim!

E qual EVENTO demarcará o término da septuagésima semana (última semana da profecia de Daniel 9) sobre Jerusalém, cessando-a de imediato?

Qando, se hão de cumprir as promessas todas expressas em Daniel 9:24, tais como:

Jesus responde-nos:

"e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos." (Mat. 28:20b)

E:

"E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia. Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia." (Jo. 6:39-40)

"Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor." (I Tes. 4:17)

 

Assim sendo, é no último dia (da septuagésima e última semana de anos da profecia) que esta semana profética termina-se. (Daniel 9:27 - Jo. 14:2 - I Tes. 4:16-17 etc.)

Quando também no evangelho o Senhor expressa-se sobre a ressurreição dos justos - todos quantos o Pai lhe deu, judeus ou gentios – a qual se dará no último dia. (Jo. 6:39-40 – Jo. 6:44 etc.)

ÚLTIMO DIA – no qual Ele ressuscitará a todos quantos o Pai lhe deu. Amém!

Último Dia, que finda a última semana de anos determinada sobre Jerusalém e os judeus.

Na Sua vinda para buscar seus escolhidos dos quatro cantos de uma a outra extremidade dos céus.

 

Lembrando que é somente no decorrer das 70 semanas determinadas sobre Jerusalém, que Jerusalém seja contada a cidade santa; e fora das 70 semanas, Jerusalém é cidade comum, e fora dos desígnios do Senhor; e é por isso que se diz que a cidade santa será pisada por quarenta e dois meses, fato que dar-se-á precisamente na segunda metade da septuagésima semana profética:

 

Conforme diz:

"E pisarão a cidade santa por 42 meses." (Apc. 11:2c)

Por isso também é dito:

"E desde o tempo em que o contínuo sacrifício for tirado e posta a abominação desoladora haverá 1290 dias." (Dan. 12:11)

Por isso diz:

"Até quando durará a visão do contínuo sacrifício e da transgressão assoladora para que sejam entregues o exército e o santuário a fim de serem pisados? E ele me disse: Até 2300 tardes e manhãs e o santuário será purificado." (Dan. 8:13-14)

 

Ora, o santuário será purificado devido ao término imediato da 70ª semana mediante a volta de Cristo (após ter sido profanado durante 1290 dias c/ a abominação desoladora); e não porque o anticristo há de ser expulso do santuário e os judeus retomem seu controle (para um eventual retorno do sacrifício contínuo no templo).

Por que disso ??

Porque findando-se a última semana da profecia sobre Jerusalém - mediante a qual mediante a profecia santificava a cidade (bem como o templo) tornando-os sagrados conforme a lei – então não mais há lugar santo... não há mais cidade santa... não há mais valia alguma do sacrifício contínuo... tampouco pode haver abominação desoladora – no lugar santo – pois o "lugar santo" extinguiu-se! acabou-se! desapareceu-se! tornou-se inexistente!

Pois ele só existira na Lei, e/ou durante as 70 semanas determinadas por Deus sobre Jerusalém (cidade santa) e os judeus - então, na consumação dos séculos, mediante o expirar da última semana de anos da profecia determinada e estabelecida pelo Senhor sobre Jerusalém e os judeus – a término desta – tanto Jerusalém quanto o santuário perdem de imediato, toda sua representação, e função e razão de ser, e conseqüentemente todo o valor sagrado!

 

É similar, por exemplo, ao expirar de Cristo no Calvário – quando pela providência divina, o véu do templo se rasgava de alto a baixo (Mat. 27:50-51); significando que o santuário com toda a sua relevância (para a Lei) perdia para a própria LEI todo o seu valor. Não mais representando-se NADA! Amém!

Então, isso é para se entender que durante a 70ª semana da profecia de Daniel 9 – a cumprir-se ainda em Jerusalém, e sobre Jerusalém, mais precisamente na sua metade – é que se desencadeia a Grande Tribulação, e que Jerusalém - cidade santa - há de ser pisada 42 meses (precisamente 1290 dias) – e nesse respectivo período, durante um tempo, tempos e metade de um tempo (três anos e meio) a igreja estará na terra – e nessa mesma época é que tocar-se-ão as 7 trombetas (do Apocalipse) – no decorrer dos 3 anos e meio da Grande Tribulação.

Nas quais trombetas (de 1 a 6) se danificam na terra, no mar, no ar e nos homens, a TERÇA PARTE.

Semelhante às pragas do Egito, quando os filhos de Israel eram escravos, e os flagelos das 10 pragas atingiam unicamente aos egípcios e não aos que eram do Senhor.

Da mesma sorte, ocorre-se nas trombetas do Apocalipse – que por sinal têm total semelhança às pragas do Egito, no tempo de Moisés: árvores e plantações queimadas pela saraiva, gafanhotos, trevas, água em sangue, morte dos primogênitos etc.

Por isso mesmo na 5ª trombeta – aos gafanhotos com poder de escorpiões – lhes é dito que não façam dano algum a erva do campo nem verdura alguma - como se ocorrera no Egito - mas somente aos homens que não têm em suas testas o sinal de Deus.

Demonstrando haver distinção entre os que são de Deus e os que não são! (porque nessa época haverá na terra os que são de Deus).

E nas trombetas (tal como nas pragas do Egito) se dará da mesma forma pois vêm da parte de Deus!

Então, ao término da Grande Tribulação (mediante a volta de Cristo) ante à última trombeta é quando se dará a ceifa: isto é, a Ressurreição e o arrebatamento – findando-se também neste evento, a 70ª semana da profecia. Depois então virão as 7 salvas da ira de Deus e o fim do mundo. (Mateus 13:39-43)

 

 

 As 7 salvas da ira de Deus - quando ?

Mediante o término da 70ª semana de Daniel 9 - a qual expira-se de imediato no retorno de Cristo ante a última trombeta (Apocalipse), findando também nesse evento a grande tribulação - é que, a partir de então, as 7 salvas da ira de Deus serão derramadas sobre a terra.

Explicando novamente: as 7 trombetas do Apocalipse soam por três anos e meio, a partir da metade da 70ª semana, ao estourar a Grande Tribulação.

E as 7 salvas da ira de Deus só ocorrem após o término da grande tribulação (e término da 70ª semana - pois ambos findam-se conjuntamente) mediante a volta de Cristo!

E as 7 salvas da Ira de Deus só se derramam nos 45 dias (restantes) em que se há registro de tempo; ou seja, elas ocorrem após os 1290 dias (de abominação desoladora e de grande tribulação) em seu término até os 1335 dias (que é o último registro de contagem de tempo). (Dan. 12:11-12)

As salvas se cumprem por 45 dias neste período - entre os 1290 dias e 1335 dias!

 

E, enquanto a Igreja de Cristo – que é composta tanto por judeus e gregos que crêem - já houver sido arrebatada, e estando já com o Senhor na glória, para sempre.

É por essa razão que quando João visualizava no céu, os 7 anjos das 7 taças, saindo do tabernáculo do testemunho com as 7 salvas para derramá-las sobre a terra - também via no mesmo céu, junto ao mar de vidro - os que tinham saído vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e do número do seu nome, tendo nas mãos harpas de Deus e cantando ao Senhor o cântico de Moisés e do Cordeiro. (Apc. 15:1-3)

Em suma: as 7 salvas da ira de Deus se derramam depois dos santos já se encontrarem na glória! Amém!

 

Então, após serem vistos no céu, os 7 anjos das 7 taças, e também os vitoriosos da besta (junto ao mar de vidro) é que o templo do tabernáculo do testemunho no mesmo céu se abre, para que os 7 anjos c/ as 7 taças saiam do templo.  (Apc. 15:5 - Apc. 15:6a) A partir de então, se cumprem as salvas sobre a terra: Apc. 15:5-8  e  Apc. 16.

Lembrando também que neste período, se ocorrem nos céus as bodas do Cordeiro!

 

Mas que estejamos entendidos: A grande tribulação ocorre-se durante toda a 2ª metade da 70ª semana (profética) a qual (semana) terá em seu último dia o Retorno de Cristo nas nuvens do céu com poder e grande glória p/ findar a semana profética e buscar a seus escolhidos. E nesse evento a igreja é arrebatada aos céus e a 70º semana expira-se!

 

Após tais eventos (parágrafo anterior), é que então serão derramadas as 7 taças da ira de Deus sobre o reino do anticristo e da besta e seus seguidores.

E as 7 salvas ocorrem-se num espaço de 45 dias (Daniel 12:11-12)

Elas não são derramadas durante a 70ª semana da profecia; elas só se cumprem após TERMINADA a 70ª semana da profecia!!!!!!

Ou seja, Cristo vem (não unicamente) p/ buscar seus escolhidos, mas também Ele é Quem finda a 70ª semana; Ela não pode ser findada por nenhum outro evento, senão o próprio Senhor, e isso pelo SEU GLORIOSO RETORNO; e Ele é também Quem finda a grande tribulação p/ os santos; e também cessa abominação desoladora do anticristo, purificando o santuário - tudo isso se cumpre após 1290 dias - depois de estabelecida a abominação desoladora no lugar santo.

As salvas se derramam - após o cessar da abominação desoladora que fora estabelecida por 1290 dias - até se completar o último registro de tempo estabelecido, a saber, 1335 dias.

Então, se a grande tribulação ocorre-se durante todo o período em que a abominação da desolação prevalece no lugar santo; as 7 salvas da ira de Deus só se cumprem (após se acabarem a tribulação, e 70ª semana da profecia) desde os 1290 dias (quando cessa a abominação) até os 1335 dias finais.

 

E, se nas trombetas atingiram a terça parte na terra, de erva verdes, e do mar, e do ar e dos homens; com as salvas a destruição é de 100%, será total, de tudo por sobre a superfície terrestre!!!!

 

    É nesse tempo que é dito:

"E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada." (Mar. 13:2)

    Se diz:

"Observei, e eis que não havia homem algum; e todas as aves do céu tinham fugido." (Jer. 4:25)

    Se diz:

"E a grande cidade fendeu-se em três partes, e as cidades das nações caíram; e da grande Babilônia se lembrou Deus, para lhe dar o cálice do vinho da indignação da sua ira." (Apc. 16:19)

    Se diz:

"E toda a ilha fugiu; e os montes não se acharam."  (Apc. 16:20)

    Se diz:

"E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares." (Apc. 6:14)

    Se diz:

"E o Senhor fará ouvir a sua voz majestosa e fará ver o abaixamento do seu braço, com indignação de ira, e labareda de fogo consumidor, raios e dilúvio e pedras de saraiva." (Is. 30:30)

    Se diz:

"E contenderei com ele por meio da peste e do sangue; e uma chuva inundante, e grandes pedras de saraiva, fogo, e enxofre farei chover sobre ele, e sobre as suas tropas, e sobre os muitos povos que estiverem com ele." (Ez. 38:22)

    Se diz:

E sobre os homens caiu do céu uma grande saraiva, pedras do peso de um talento; e os homens blasfemaram de Deus por causa da praga da saraiva; porque a sua praga era mui grande. (Apc. 16:21)

    Se diz:

"E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; E diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro; Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir? (Apc. 6:15-17)

    Se diz:

"Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro." (Sal. 2:9)

    Se diz:

"E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai." (Apc. 2:27)

    Se diz:

"Hei de consumir por completo tudo de sobre a terra, diz o Senhor.  Consumirei os homens e os animais, consumirei as aves do céu, e os peixes do mar, e os tropeços juntamente com os ímpios; e exterminarei os homens de sobre a terra, diz o Senhor." (Sof. 1:2-3)

    Se diz:

"Nem a sua prata nem o seu ouro os poderá livrar no dia da indignação do Senhor, mas pelo fogo do seu zelo toda esta terra será consumida, porque certamente fará de todos os moradores da terra uma destruição total e apressada." (Sof. 1:18)

    Se diz:

"E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso." (Apc. 19:15)

(A BATALHA DO ARMAGEDOM)!

 

Se diz:

"E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.

E os demais foram mortos com a espada que saía da boca do que estava assentado sobre o cavalo, e todas as aves se fartaram das suas carnes." (Apc. 19:20-21)

(BATALHA DO ARMAGEDOM)

 

Se diz:

"Estavas vendo isto, quando uma pedra foi cortada, sem auxílio de mão, a qual feriu a estátua nos pés de ferro e de barro, e os esmiuçou.

Então foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro, os quais se fizeram como pragana das eiras do estio, e o vento os levou, e não se achou lugar algum para eles; mas a pedra, que feriu a estátua, se tornou grande monte, e encheu toda a terra." (Dan. 2:34-35)

(BATALHA DO ARMAGEDOM)

 

 

 FIM DO PECADO!  FIM DE TODA A CARNE!  FIM DESSA GERAÇÃO!  FIM DESTE MUNDO DE PECADO!

E NOVO SÉCULO!

AMÉM!  

 

Última atualização 30/07/2017.

 

 

Voltar

Topo